20110203-2


※上記の広告は60日以上更新のないWIKIに表示されています。更新することで広告が下部へ移動します。

Oposição acusa governo pela violência no Cairo
No Egito, oposicionistas do presidente Hosni Mubarak culpam o governo pelos confrontos violentos de ontem, quarta-feira na região central da cidade do Cairo.

Manifestantes antigoverno que ocupavam a praça principal da capital egípcia, foram confrontados por simpatizantes do presidente. Ambos os lados se atacaram com pedras e coquetéis molotov. O Ministério da Saúde do Egito declara que pelo menos 3 pessoas foram mortas e mais de 600 ficaram feridas no tumulto.

O caos continuou até o amanhecer, com tiros frequentes. Pelo menos mais 2 pessoas foram mortas e muitas foram feridas pelos disparos.

A mídia local reporta que simpatizantes do presidente chegaram em grupos portando bastões e outras armas, e que alguns possuiam identificações policiais.

O principal homem do lado oposicionista, Mohamed ElBaradei, sugeriu o envolvimento do governo nos últimos confrontos, dizendo que os manifestantes tem provas de ataques conduzidos pela polícia. No entanto, um porta-voz do Ministério do Interior, negou veementemente esta alegação.

Ontem, quarta-feira, o vice-presidente Omar Suleiman declarou que o início do diálogo com a oposição depende de um fim dos protestos por ambos os lados. No entanto, os que exigem a renúncia imediata de Mubarak, deverão realizar outras manifestações amanhã, sexta-feira.



Irmandade Muçulmana do Egito quer abolir tratado de paz com Israel
O maior partido de oposição do Egito, a Irmandade Muçulmana, afirma que vai formar um governo provisório e cancelar o tratado de paz com Israel depois de forçar o atual presidente, Hosni Mubarak, a renunciar.

Em entrevista à NHK no Cairo na quarta-feira, Rashad al-Bayoumi, vice-líder do grupo islâmico, lembrou que o partido participa das atuais manifestações antigoverno desde o início.

Ele contou que, caso Mubarak deixe o cargo, o grupo quer formar um governo de transição com outros partidos oposicionistas.

O vice-líder afirmou que a Irmandade Muçulmana opõe-se ao tratado de paz entre Egito e Israel. Segundo ele, o acordo fere o orgulho e os interesses do Egito e de outras nações árabes. Ele enfatizou que um governo provisório deveria cancelar o tratado.

Ele também mostrou-se hostil ao governo dos Estados Unidos pelo suporte dado a Israel e disse que o Egito não precisa da ajuda econômica de Washington.



Clinton pede punição por violência no Egito
A secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton conclamou o governo do Egito a punir os responsáveis pelos violentos confrontos de quarta-feira no Cairo.

Philip Crowley, secretário-adjunto do Estado americano, declarou em uma coletiva de imprensa no mesmo dia, que Clinton fez o pedido pelo telefone, quando falou com o vice-presidente do Egito, Omar Suleiman.

Crowley também revelou que Clinton disse à Suleiman que a transição do poder deve começar imediatamente.




Japão lamenta violência no Egito
Secretário-chefe do gabinete do governo do Japão lamenta que os confrontos entre simpatizantes e oponentes do presidente egípcio Hosni Mubarak tenham causado mortes e tantos feridos.

O Secretário Yukio Edano disse nesta quinta-feira à imprensa que o governo do Japão conclama outra vez todas as partes envolvidas na questão do Egito a evitar a violência. Edano manifestou expectativa de que o Egito venha a restaurar a estabilidade política e a segurança da população através de uma transição pacífica para um governo democrático.

Ao mesmo tempo, o premiê britânico David Cameron e o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki Moon, defenderam a renúncia do Presidente Hosni Mubaraki o quanto antes além de uma ágil transferência de poder no Egito.

David Cameron e Ban Ki Moon, que está na Grã-Bretanha, concederam uma coletiva conjunta à imprensa na quarta-feira em Londres após reunião entre eles. Cameron conclamou o Egito a produzir uma agenda para reformas políticas. Ban Ki Moon declarou que as Nações Unidas estão preparadas para ajudar com reformas no país.


Dois lutadores e um mestre de academia de sumô admitem envolvimento em manipulação de resultados
Fontes da Associação Japonesa de Sumô afirmam que 2 lutadores e um mestre de academia admitiram estar envolvidos na manipulação dos resultados das competições.

As fontes revelam que os 3 foram interrogados pela diretoria da associação ontem, quarta-feira, quando admitiram sua culpa.
Eles constam numa lista de 13 lutadores e mestres de academias, que trocaram mensagens por e-mail, ou foram mencionados em tais mensagens que sugerem que os resultados das lutas eram combinados de antemão.

A polícia de Tóquio encontrou os textos em telefones celulares de um lutador e um mestre de academia. Os telefones foram confiscados durante uma investigação a respeito de apostas ilegais que eram feitas no mundo do sumô, sobre os resultados das partidas de beisebol profissional do Japão.

A Associação de Sumô criou uma equipe de especialistas não relacionados com o esporte, para investigar as alegações. A equipe vai questionar os lutadores supeitos e mestres de academia, para determinar o que aconteceu e se existem outros envolvidos.



Comentário: A denúncia de suposta armação de resultados no sumô japonês
Nesta edição do Comentário, conversamos com o comentarista da NHK Satoshi Atsumi sobre a denúncia de suposta armação de resultados no sumô japonês. Vamos ouvi-lo:

Ele diz: "O escândalo poderia abalar os alicerces do sumô. Alegações sobre supostas armações de resultados foram feitas em ocasiões anteriores. Desta vez, entretanto, o caso é bem mais sério, já que a polícia de Tóquio apreendeu telefones celulares com e-mails aludindo que os lutadores podem ter fraudado suas lutas. No ano passado, o sumô se viu envolvido em escândalos conectados com organizações criminosas. Por exemplo: determinados lutadores participaram de apostas ilegais envolvendo jogos de beisebol profissional. Membros de organizações criminosas, por sua vez, assistiam às lutas de sumô em assentos especiais bem ao lado do ringue, normalmente reservados aos torcedores que contribuem financeiramente com a Associação Japonesa de Sumô - o órgão máximo da modalidade. Esses escândalos ocorreram devido ao comportamento extra-ringue dos lutadores e mestres de academia. Em contrapartida, a mais recente denúncia está relacionada às lutas propriamente ditas. Isso pode gerar enormes dúvidas quanto à imparcialidade das lutas, e comprometer seriamente a confiança depositada no sumô. Além daqueles que já tiveram sua suposta participação divulgada, poderia haver mais pessoas envolvidas na armação de resultados. Isso se deve ao fato de a atual denúncia estar baseada somente nas investigações policiais de e-mails encontrados em telefones celulares apreendidos. O presidente da Associação Japonesa de Sumô, Hanaregoma, declarou à imprensa na quarta-feira que vai investigar todos os lutadores. A entidade deve conduzir uma averiguação rigorosa e completa, revelando todos os resultados tanto para os aficionados como para a opinião pública em geral. Caso seja comprovado que houve armação de resultados, a Associação Japonesa de Sumô deve ainda divulgar medidas preventivas e punir lutadores e mestres de academia implicados no escândalo."

Este foi o Comentário.




Ex-ministro das telecomunicações é preso na Índia
Autoridades da Índia prenderam um ex-ministro das telecomunicações acusado de favorecer determinadas operadoras de telefonia celular em um leilão de concessão de bandas para a exploração de serviços de telefonia móvel.

O Departamento Central de Investigação informou que, num leilão em 2007, Andimuthu Raja vendeu abaixo dos preços de mercado para algumas empresas, concessões para a exploração de bandas de telefonia móvel. O ex-ministro das telecomunicações, que servia ao governo do Premiê Manmohan Singh, é acusado de abuso de poder e malversação criminosa.

O governo da Índia informou que as vendas podem ter custado 40 bilhões de dólares ao país. Raja foi forçado a deixar o cargo em novembro quando o escândalo de corrupção veio à


Continuam as atividades vulcânicas do Monte Shinmoe
Continuam as erupções no Monte Shinmoe no sudoeste do Japão.

As erupções do vulcão na ilha de Kyushu tiveram início na semana passada. Na quinta-feira, o vulcão explodiu na manhã e outra vez por volta do meio dia, expelindo colunas de fumaça de até 2.500 metros de altura.

A Agência de Meteorologia do Japão conduziu mais uma observação aérea hoje, quinta-feira, para identificar mudanças no tamanho e na temperatura do domo de lava, que até quarta-feira, havia crescido para cerca de 600 metros de diâmetro. Autoridades revelam que o gás vulcânico continua a se acumular sob o domo de lava que cobre a cratera, e alertam a respeito de mais uma forte erupção.


NASA registra mais de 50 planetas que podem apresentar condições adequadas para a vida
Astrônomos da NASA informam ter registrado mais de 50 potenciais planetas fora do sistema solar que podem apresentar condições adequadas para conter vida.

A NASA anunciou a descoberta numa coletiva concedida na quarta-feira à imprensa em Washington. Segundo a agência, o telescópio espacial Kepler vinha observando os movimentos de mais de 150 mil estrelas ao descobrir 1.235 potenciais planetas as orbitando.

Astrônomos informaram que 54 potenciais planetas estão situados numa distância adequada das estrelas de seu sistema para conter água em estado líquido na superfície e também vida.

Ainda segundo a NASA, as descobertas vêm de apenas uma fração de obervação do universo através do telescópio espacial Kepler e sugere que a possibilidade de existência de vida em outros planetas não seria algo tão extraordinário.



EUA exortam Japão a aderir à Convenção de Haia
O secretário-assistente de Estado dos Estados Unidos, Kurt Campbell, exortou o Japão a aderir o quanto antes à Convenção de Haia, estabelecida para combater o sequestro internacional de crianças.

A convenção proíbe que o pai ou a mãe de um matrimônio internacional fracassado leve seus filhos para fora de um país sem o consentimento do ex-cônjuge.

Os Estados Unidos alegam que a situação em que uma criança é impedida de se encontrar com seu pai ou mãe de nacionalidade americana chegou a 136 casos, já que os ex-cônjuges japoneses levaram seus filhos ao Japão.




Gigante das comunicações dos EUA lança jornal exclusivo para iPad
A News Corporation, gigante das comunicações dos Estados Unidos, lançou um jornal digital projetado exclusivamente para o iPad, o tablet da Apple.

Na quarta-feira, o presidente da News Corporation, Robert Murdoch, revelou o "The Daily" para a imprensa. Segundo Murdoch, o uso do iPad permite que o jornal digital publique uma infinidade de fotos e vídeos.

A assinatura custa 99 centavos de dólar semanais, ou cerca de 40 dólares anuais.


Tradicional festival de jogar feijões é realizado em templo budista
Um tradicional evento de jogar feijões para espantar os maus espíritos foi realizado na quinta-feira no templo budista Naritasan Shinshoji, a leste de Tóquio.

O ato de jogar feijões é praticado anualmente em 3 de fevereiro no Japão, que tradicionalmente marca o fim do inverno.

Multidões se aglomeraram no templo para pegar os feijões atirados, pois diz-se que os bem-sucedidos gozarão de boa sorte.

Cerca de 40 mil pessoas visitaram o templo Naritasan Shinshoji para participar do evento.


Cotação do dólar
No mercado de câmbio de Tóquio, o dólar teve uma alta nesta quinta-feira em relação ao iene. Ás cinco horas da tarde de hoje, horário local, a moeda dos Estados Unidos estava sendo negociada entre 81,54 ienes e 81,56 ienes, num avanço de 0,07 iene em relação à cotação da tarde de ontem, quarta-feira.






























.